Filmes

Antiga casa de Miyazaki vira galeria de arte

Utsunomiya, província de Tochigi – A tradicional casa de estilo japonês onde o aclamado diretor de animação Hayao Miyazaki passou parte de sua infância vem atraindo multidões desde que se tornou o lar de uma pequena galeria de arte moderna no ano passado.

A estrutura de madeira de 80 anos que hoje abriga a galeria de arte Hanna, possui dois andares e já serviu de inspiração para uma série de cenas nos filmes de Miyazaki. A casa ficou desocupada por vários anos, até que foi alugada por Asuko Thomas que abriu a galeria de arte Hanna em fevereiro de 2012 .

Foto1Asuko Thomas na antiga casa de Miyazaki, que hoje abriga a galeria de arte ‘Hanna’.

Thomas, que também vive em parte da casa, criou um lounge no andar superior, e usa uma sala de estilo ocidental e outra de estilo japonês no térreo, como espaços de exposição. Ela já realizou exposições pessoais de criações em cerâmica de artesãos que conheceu durante uma viagem por todo o Japão.

Thomas disse que inicialmente não sabia Miyazaki havia morado na casa. Em vez disso, ela foi atraída pela elaborada estrutura de seu interior e exterior A três minutos a pé da prefeitura de Utsunomiya, a estrutura do início da Era Showa (1926-1989) foi preservada possuindo também um elegante jardim japonês.

Quando Miyazaki tinha 4 anos de idade, sua família foi forçada a evacuar de Tóquio durante a Segunda Guerra Mundial e se mudou para a casa em Utsunomiya, onde o diretor viveu até o terceiro ano do ensino fundamental. “Essa casa é muito preciosa para mim”, Hayao Miyazaki, 72, disse em uma mensagem enviada para o Asahi Shimbun. “Acho que a casa, bem como luz e sombras no jardim, formaram uma parte de quem eu sou. Eu gostaria de visitá-la novamente algum dia.”

A casa aparece em um documentário feito pelo Studio Ghibli que traça os primeiros dias e anos de formação de Miyazaki. As íngremes escadas da construção são uma reminiscência das escadas escondidas que aparecem em ‘Meu Vizinho Totoro’.

Foto2Escada da antiga casa de Miyazaki, similar a do filme ‘Meu Vizinho Totoro’.

A partir da janela do segundo andar, os visitantes podem dar uma olhada nos trens da Linha Tobu correndo em uma pista elevada lembrando uma cena de ‘A Viagem de Chihiro’.

Miyazaki disse que uma cena da fortaleza em chamas em ‘Laputa: O Castelo no Céu’ foi baseada em sua memória de fugir da casa de Utsunomiya Kanuma, também na província de Tochigi, durante um ataque aéreo.

Thomas disse que algumas pessoas visitam sua galeria porque estão interessadas em ver a casa de infância de Miyazaki, mas algumas delas acabaram se interessando pelas exposições de arte.

Foto3Revista Japan Close-Up de Maio deste ano com uma matéria sobre o local.

“As vezes as pessoas que não estão interessadas primeiramente em arte mas são atraídas para as obras depois de conversar com os criadores”, disse ela. “Eu quero ajudar a criar essa conexão.”

A galeria de arte Hanna está aberta para exposições pessoais, da qual uma delas contou com trabalhos de Mami Yonekura que aconteceu entre 6 e 21 de Abril deste ano.

Você também pode ler a nossa matéria sobre a réplica da casa de ‘Meu Vizinho Totoro’ inspirada na antiga residência de Miyazaki AQUI.

Leia também:

Novo filme Ghibli será de Hiromasa Yonebayashi
Animações do Studio Ghibli tem exibição gratuita no SESC RJ
Amanda Rotta

Amanda Rotta

Designer paulista, ela é editora-chefe e a responsável pela Studio Ghibli Brasil. Quando se trata de Studio Ghibli, é a nossa expert. Faz a curadoria dos temas que são divulgados tanto aqui quanto nas redes sociais, escrevendo também as matérias para o site. Contato: amanda@studioghibli.com.br

Saiba mais sobre o site.

Leia também:

Música tema de Kaze Tachinu é #1 no Japão
Joe Hisaishi abrirá com concerto de gala o Far East Film Festival

Comentários

Comentários