Filmes

Hayao Miyazaki trabalha em seu último filme e está contratando

 

Hayao Miyazaki saiu oficialmente de sua aposentadoria para fazer um novo filme e está contratando. O Studio Ghibli divulgou recentemente vagas para a nova produção.

Neste recrutamento é mencionado que Miyazaki decidiu sair da sua aposentadoria e que“por conta de sua idade, este certamente parece ser o seu último trabalho na direção”.

No especial de TV Owaranai Hito Miyazaki Hayao (Never-Ending Man: Hayao Miyazaki), que foi ao ar no Japão em novembro, Miyazaki informou que desejava voltar a fazer um longa de animação depois de “Kemushi no Boro” para o Museu Ghibli. De acordo com o especial, Miyazaki não estava satisfeito com fazer apenas o curta em CG, e então apresentou uma proposta de projeto para um longa-metragem em agosto passado, junto de um cronograma que previa finalizar o filme antes dos Jogos Olímpicos de 2020, que de acordo com Suzuki, seria completamente impossível.

O recrutamento, ao que indica ter sido divulgado pelo produtor Toshio Suzuki, possui informações bem sinceras. É citado que “muitos colegas importantes se foram nos últimos anos” (Como por exemplo, a colorista Michiyo Yasuda). Além disso, é citado que “para fazer este filme, por favor, ceda-nos o poder da juventude. O período (da produção) é de três anos. Nós estamos procurando por aqueles que desejam se unir para criar este trabalho”.

As vagas são para animadores e artistas de background (cenários). Aqueles que já estejam trabalhando na área da animação também são bem vindos para candidatura.

Os selecionados começarão a trabalhar no dia 1 de Outubro de 2017, até o fim da produção do filme. O contrato é de três anos e o salário de 200.000 ienes (convertidos, dão cerca de R$ 5860) por mês, com direito a dois bônus anuais. Viagem e despesas serão reembolsadas (com ressalvas para o limite de viagens permitidas). O expediente será de 5 dias trabalhados na semana, das 10h às 19h, com uma hora de pausa e possíveis horas extras.

Pessoas interessadas deverão ter 18 anos ou mais, de qualquer gênero e nacionalidade. No entanto, é necessária proficiência em japonês para trabalhar na produção e colaborar no fluxo de trabalho.

O recrutamento foi divulgado no site oficial do Studio Ghibli (em japonês) onde disponibilizaram a ficha, assim como todas as informações para a vaga, junto do cronograma de seleção.

Aos que irão se candidatar, desejamos boa sorte!

Amanda Rotta

Amanda Rotta

Me chamo Amanda e sou a responsável pela Studio Ghibli Brasil. Faço a curadoria dos temas que são divulgados aqui e nas redes sociais, e escrevo também as matérias para o site. Contato: amanda@studioghibli.com.br
Saiba mais sobre o site.

Leia também:

Porco Rosso ganhará continuação
Toshio Suzuki é premiado pelo governo japonês
Jogo inspirado no Studio Ghibli sai para Android e IOS

Comentários

Comentários